quarta-feira, 7 de maio de 2008

FENDAS E QUEBRANTOS

ELE ENTRA DO MESMO MODO OS TREJEITOS CABELO EM DESALINHO GOLPEANDO O AR COMO SE ESPANTASE INSETOS SEUS OLHOS PERDERAM AQUELA COR NUANCES DE VERDE
AGUA..ONDE ESTÃO ?ELE PERGUNTA MAS LOGO MUDA O ASSUNTO NEM RESPONDO ESSAS FALSEADAS.
A CONTINUAÇÃO DOS FATOS ELE ACUMULA SOMBRIAS SUSPEITAS OS ELEMENTOS QUE CERCAM AS ATITUDES DESCONCERTADAS MÃOS TREMULAS UM LEVE TORCER NO CANTO DA BOCA ,EU OBSERVO CADA CENTÍMETRO DE SEU ROSTO AQUELES SINAIS OS SIGNOS.."AINDA O ALUMBRAMENTO A COMISERAÇÃO.".NÃO SEI ONDE BUSCAR AS RESPOSTAS A SUAS PERDIDAS E INTRIGANRES QUESTÕES HUMANAS TUDO NELE CHEIRA A ALGO ANCESTRAL OBSERVO COM MAIS OBJETIVIDADE COMO UMA ARTEZÃ SEU ESTADO ARREDIO,LUNAR ...ELE FOGE AINDA ESCAPA DE MEUS ARGUMENTOS INSÓLITOS SOBRE SUA CONDIÇÃO ATUAL CAMINHA DE FATO EM CACOS"CAMINHAMOS" OU NA LAMA COMO SEMPRE REPETIDAS VEZES DISSE AOS QUATRO CANTOS: !ESTOU A PROCURA!SOU UM NÔMADE!! DESÇO COM ELE AFUNDAMOS JUNTOS NÃO TENHO RESPOSTAS DOU MINHA MÃO COBERTA DE CINZAS É O QUE ME RESTA.

MARCIA/MEC...

1 Comment:

Mirse said...

Maravilhoso!!!!!!!!!Tudo que alumbra e as comiserações são as mais profundas questões humanas."dando as mãos aos quatro cantos, caminhar em cinzas ou em lamas" gente isto é lindo demais. Parabéns Mec!!!!!!

Beijos

Mirze